Pular para o conteúdo principal

Porque hoje é domingo - F1 Car

Texto retirado da descrição da foto de amar_v_vora

F1 Photostream

F1 car is made up of 80,000 components, if it were assembled 99.9% correctly, it would still start the race with 80 things wrong!

When an F1 driver hits the brakes on his car he experiences retardation or deceleration comparable to a regular car driving through a BRICK wall at 300kmph!!!

F1 car can go from 0 to 160 kph AND back to 0 in FOUR seconds!!!!! !!

F1 car engines last only for about 2 hours of racing mostly before blowing up on the other hand we expect our engines to last us for a decent 20yrs on an average and they quite faithfully DO....that's the extent to which the engines r pushed to perform...

An average F1 driver looses about 4kgs of weight after just one race due to the prolonged exposure to high G forces and temperatures for little over an hour (Yeah that's right!!!)

At 550kg a F1 car is less than half the weight of a Mini.

To give you an idea of just how important aerodynamic design and added down force can be, small planes can take off at slower speeds than F1 cars travel on the track.

Without aerodynamic down force, high-performance racing cars have sufficient power to produce wheel spin and loss of control at 160 kph. They usually race at over 300 kph.

In a street course race like the Monaco grand prix, the down force provides enough suction to lift manhole covers. Before the race all of the manhole covers on the streets have to be welded down to prevent this from happening!

The refuelers used in F1 can supply 12 liters of fuel per second. This means it would take just 4 seconds to fill the tank of an average 50 liter family car. They use the same refueling rigs used on US military helicopters today.

TOP F1 pit crews can refuel and change tyres in around 3 seconds. It took me 8 sec to read above point

During the race the tyres lose weight! Each tyre loses about 0.5 kg in weight due to wear.

Normal tyres last 60 000 - 100 000 km. Racing tyres are designed to last 90 - 120 km.

A dry-weather F1 tyre reaches peak operating performance (best grip) when tread temperature is between 900C and 1200C.(Water boils boils at 100C remember) At top speed, F1 tyres rotate 50 times a second.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Quem poupa o lobo, sacrifica a ovelha

Na semana passada, um conflito entre polícia e moradores da favela Paraisópolis em São Paulo, virou notícia. Segundo os jornais "a morte do traficante e ladrão Marcos Purcino, de 25 anos, durante uma troca de tiros com policiais militares no domingo à tarde, desencadeou a revolta de moradores da favela. Segundo o chefe do Comando de Policiamento de Área Metropolitano-5 (CPA/M-5), coronel Danilo Antão Fernandes, o protesto foi causado pela morte de Purcino, um foragido da Justiça com duas condenações por roubo".

Isso só me faz lembrar da citação atribuída a Victor Hugo "Quem poupa o lobo, sacrifica a ovelha"

ou a citação completa:

A compaixão nem sempre é uma virtude. Quem poupa a vida do lobo, condena a morte as ovelhas. (Victor Hugo)


por: Conrado Tramontini

Panis et circensis

Eu fico assombrado com o poder da mídia e a sinergia de pensamentos motivados por acontecimentos. Dia desses estava pensando em um texto justamente sobre o poder de influência da mídia sobre as atitudes e o comportamento na sociedade e sobre o papel que ela desempenha no que é conhecido sobre "política do pão e circo" muito em voga no Brasil atualmente - inclusive hoje enviei um e-mail com esse enfoque para a revista Veja, mas isso não vem ao caso. Enfim, o que observo é que as novelas, os filmes, os shows, as micaretas, as "baladenhas", o futebol, tudo isso nos aliena dos demais fatos em nossa sociedade. Ficamos tão entretidos com nossa diversão (aqui talvez exista um pleonasmo) que somos desviados do que acontece no resto do mundo - por resto do mundo, me refiro a 100 metros de onde estamos - e isso cria um lugar ideal para a proliferação de fungos, bactérias e pessoas desonestas, a base para a permissividade toma conta do país.
Não vejo isso com…

Meu pedido de noivado.

Não há melhor forma de manter uma memória que a escrever, e não recordação mais precisa, porém efémero, que nossa memória. Recordo-me de sentir a expectativa pela abertura das cortinas que se assomava dentro do teatro e pela qual eu já estava acostumado. Eu estava ansioso por outra coisa repetidamente colocava a mão em meu bolso para sentir o canto do metal em meus dedos e então voltava para ajustar a câmera fotográfica. Eu ainda tinha dúvidas se deveria realmente fazê-lo da forma que eu estava premeditando. Até aquele momento ninguém sabia, somente eu. Chequei os bolsos mais algumas vezes. A decisão de agir já estava tomada havia algum tempo. Sim, eu iria pedi-lâ em casamento, mas quando, como e onde foram respostas que vieram depois, com algumas sugestões sutis. Acho que uma primeira sugestão foi quando estava assistindo, descompromissado, um reprise de Friends e o Ross e a Rachel invetam uma história sobre um pedido de noivado e depois ele conta como teria feito o pedido e ele descre…