30 de agosto de 2015

São Paulo, grande, mas não majoritária.

Vamos esclarecer uma coisa: não existe "paulistano típico" ou "paulista padrão" ou qualquer coisa do tipo, como as vezes querem fazer parecer, como sendo um um batedor de panelas de varanda gourmet, branco, rico, dirigindo carro importado, reclamão, alienado e egoísta.
São Paulo - a cidade e o estado - é formado por muitos povos, muitas etnias, muitas culturas, muitas opiniões, muitos sonhos, angústias, elogios e críticas.
São Paulo é Italiana, africana, portuguesa, árabe, japonesa, chinesa, católica, muçulmana, protestante, candomblé, sulista, nortista e nordestina, pobre, rica, motorista, ciclista, de esquerda e de direita...
Escolha uma característica e ela será grande em São Paulo, mas jamais será majoritária.
Por isso temos tantos conflitos, tantas divergências e ainda sim tanto em comum e a compartilhar.

por: Conrado Tramontini
Postar um comentário