20 de outubro de 2012

Oi? Oi? Oi?

Eu não sei bem como dizer a vocês, meus amigos, o que vou dizer agora. Acredito que ser direto e franco seja a melhor forma de fazer.

Pois bem, eu não assisti ao último capítulo da novela. Não que eu o tenha evitado, simplesmente não fui cativado para me ver saindo correndo para saber como terminaria. Na verdade, sendo bem sincero, também não me interessei muito sobre como se desenvolvera, e nunca cheguei a assistir um capítulo se quer, por completo.

Pois é, não sei que mal me aflige, mas não me vi preso a esse folhetim.

Me interessei muito por seu primeiro capítulo. Mais pela fotografia e linguagem do que pela história, que hoje todas se desenrolam violentas.

Acho que preferia antes, quando minha mãe fugia da violência dos filmes e encontrava refugiu nos romances da dramaturgia.

por: Conrado Tramontini
Postar um comentário